Portfólio de Embriologia


AULA PRÁTICA 03 – Testículo

Posted in Uncategorized por bruno89 em setembro 11, 2008

   Nessa aula vimos laminas que nos mostraram algumas estruturas dos testículos responsáveis pela espermatogenese. Observou-se que os testiculos são revestidos por uma camada de tecido conjuntivo propriamente dito denso, e entre os tubulos seminíferos há uma grande quantidade de tecido conjuntivo frouxo denominado Intersticio . No interstício encontram-se as células intersticiais de Leydig, que ficam perto dos vasos sanguíneos e têm formato poligonal. Essas células são responsáveis pela produção de testosterona. 

    Na lâminas indentificamos algumas células importantes:

     Células mióides – componentes da barreira hemtao-testicular

     Células de Leydig – células no interstício, são eosinofílicas e estão próximas dos vasos. São responsáveis pela produção de testosterona e são estimuladas pelo LH.

     Células de Sertoli- células na base do epitélio germinativo, com citoplasma amplo e núcleo traingular e com nucléolo evidente. é nas suas reentrâncias que ocorre a espermiogênese. é responsável pela fagocitose dos restos celulares, pela nutrição das células, pela produção de ABP ( proteína ligada a andrógeno). é regulada pela ação do FSH).

      Espermatogônias- células pequenas, com pouco citoplasma, junto da bse do epitélio germinativo.

      Espermatócitos I – maiores células do túbulo seminífero, citoplasma amplo, núcleo com aspecto frouxo, um pouco mais próximas da luz.

      Espermatóciots II – são mais difíceis de encontrar, são semelhantes a espermatócitos I, mas com menos citoplasma

      Espermátides –  mais próximos da luz,aparece em diferentes formatos graças a seus diferentes estados de maturação.

      Espermatozóides- células flageladas com núcleo pequeno.

 

      Essa aula foi muito boa pois aprendi a localizar, identificar e diferenciar as diversas células, além de aprender melhor a matéria.

 

Testículo, H&E
Notar túbulos seminíferos constituídos por epitélio germinativo, e a presença de células de Sertoli (
ð). No tecido conjuntivo intertubular observe células de Leydig (è).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: